Apreendedorismo: Dicas e Materiais sobre Empreendedorismo, Negócios e Marketing
Repique no e-mail marketing como funciona

Repique no e-mail marketing: entenda o que é e como funciona

O e-mail marketing é um dos melhores recursos para construir um relacionamento com clientes e leads. Segundo a E-mail Marketing Trends, 77,2% das empresas brasileiras adotam esse tipo de estratégia. Além disso, a mesma pesquisa, citando dados da MarketingSherpa, aponta que 72% dos consumidores escolhem o correio eletrônico como o melhor canal para receber comunicações de marcas e empresas.

E, afinal, o que fazer quando os conteúdos que enviamos não impactam os clientes? Para resolver essa situação, os profissionais da área têm recorrido ao repique no e-mail marketing, uma forma inovadora de criar mais oportunidades para que o material seja visualizado pelo cliente.

Quer entender o que é o repique no e-mail marketing, como ele funciona e como ele pode agregar à sua estratégia? Acompanhe o que preparamos para você a seguir!

O que é repique no e-mail marketing?

O repique no e-mail marketing funciona, basicamente, como um reengajamento, oferecendo a função de enviar somente para quem não abriu ou não clicou no e-mail anteriormente enviado. Nesse caso, a segmentação parte para as pessoas que não foram impactadas pela mensagem

Para isso, você pode usar o repique no e-mail marketing como um teste A/B, sendo que algumas ferramentas permitem que se altere o título e/ou promova outra peça de e-mail para a próxima tomada com as pessoas que não corresponderam com abertura ou clique.

Estima-se que, com ferramentas para reenvio de e-mails, a taxa de abertura aumente em até 30%. Já em um teste da Forbes, o contribuinte Neal Taparia levantou que, ao enviar uma segunda mensagem para pessoas que ainda não tinham aberto a primeira, atingiu-se 54,7% mais pessoas, e a taxa de cliques no CTA elevou em 52%. Ou seja, reenviar mensagens para quem ainda não leu o seu e-mail realmente funciona!

Quando utilizar o repique no e-mail marketing?

Produzir um único e-mail marketing de qualidade demanda muito trabalho. Somente em uma mensagem, precisamos nos preocupar com o conteúdo, a formatação, o código HTML, a lista de segmentação, o envio e o monitoramento da taxa de abertura. Por isso, reenviar e-mails é uma ação interessante, especialmente quando eles tratam de ações cruciais em sua campanha.

A questão é que você não pode fazer repique de e-mail marketing com todas as suas mensagens. Afinal, as pessoas recebem muitos e-mails por dia. As expectativas são de que, em 2019, o número de e-mails enviados por dia seja de 293,6 bilhões, segundo a Statista. Nesse mar de informações, é fácil perder um e-mail ou outro.

Por isso, antes de optar pelo repique, verifique, no seu planejamento de marketing, quais são os e-mails mais importantes para os objetivos de sua campanha e selecione os que podem ser reenviados aos clientes que ainda não o abriram.

Como utilizar o repique no e-mail marketing?



Não seja um spammer! Seus reenvios podem ajudar a agregar valor à sua estratégia de conteúdo. Confira como fazer o repique com as nossas dicas a seguir.

Tenha cuidado com a hora de envio

A sua campanha pode ter uma taxa de abertura baixa porque você está enviando os e-mails em um horário não muito conveniente para os possíveis leitores. Verifique atentamente essa variável, pois você não pode cair na armadilha de reenviar a mensagem em um mesmo horário “ruim”.

Envie e-mails no período em que o usuário esteja acordado e em atividade. Evite encaminhar na segunda-feira, quando as pessoas, geralmente, limpam suas caixas de entrada para começar a semana. Os fins de semana também não são ideais, a menos que você esteja preparando promoções imperdíveis de produtos e serviços que as pessoas costumam adquirir nesse período. Resta-nos, portanto, terça, quarta e quinta, os dias favoritos para campanhas de e-mail marketing.

Vale lembrar que não existe uma regra. As situações que listamos correspondem ao que se observa no cenário. É provável que o público de seu negócio tenha um comportamento peculiar. Daí a importância de ficar bem atento aos índices para entender o comportamento de seus clientes.

Mude o campo de assunto

Einstein já dizia que a definição de insanidade é fazer a mesma coisa diversas vezes e esperar diferentes resultados. Por isso, procure mudar o assunto ao reenviar o e-mail. Trabalhe com frases que cativem a atenção do usuário. Em geral, recomenda-se que elas sejam:

  • personalizadas;
  • gerem curiosidade;
  • tenham um certo tom de urgência;
  • passem por tópicos que interessem ao usuário;
  • ou criem uma conexão pessoal.

Tenha muito cuidado com títulos que possam caracterizar seu e-mail como um spam. Ao usar exclamações, repetir caracteres e termos como “Promoção”, “Grátis”, “Desconto” ou “Compre Agora”, entre outros do gênero, os filtros das caixas de e-mail destinam sua mensagem automaticamente como tal.

Por isso, caso o comunicado de ofertas seja o propósito do seu e-mail, não explicite essa intenção no campo de assunto.

Atenção à frequência de envio

Você precisa ser paciente com o seu cliente. Pode ser que ele não tenha lido a sua mensagem 24 horas após a data de envio porque está simplesmente muito ocupado. Por isso, respire fundo: enviar uma mesma mensagem duas vezes ou mais em um prazo de um dia pode ser considerado rude. Em geral, o período ideal para reenviar é de 3 dias.

Gere valor

Você não pode reenviar mensagens apenas para aumentar suas taxas de conversão. Ao verificar somente esse índice, você corre o risco de enfraquecer o relacionamento entre seus clientes e o conteúdo de sua marca. Lembre-se de que, mesmo no repique, o importante é que você gere valor com os seus conteúdos.

Por isso, procure oferecer sugestões de produtos e serviços com base nas preferências dos clientes, personalize as mensagens e conceda condições especiais para os leitores regulares.

Tenha cuidado com a segmentação

Pode ser que a sua taxa de abertura não esteja satisfatória porque os e-mails não são enviados às pessoas certas. Caso os índices de abertura estejam baixos com frequência, verifique se os e-mails cadastrados em sua lista fizeram o Opt In — opção selecionada pelo cliente para aceitar o recebimento de e-mails com conteúdos de sua marca — e se eles correspondem ao perfil do seu conteúdo.

Observe também se suas ferramentas de envio de e-mails estão operando a pleno vapor. Uma dica importante é verificar se a empresa que oferece esse serviço faz um acompanhamento das pontuações do IP. Isso porque os provedores que recebem seus e-mails fazem uma análise desse número para analisar o caráter da mensagem.

O repique no e-mail marketing é uma estratégia importante, mas deve ser utilizada com moderação. Afinal, ninguém deseja receber mensagens em excesso. No planejamento de sua campanha de e-mail marketing, verifique quais são as mensagens mais importantes para os objetivos de sua empresa, quais geram mais valor e selecione quais podem ser reenviadas. Assim, você aprimora seus índices de conversão e estreita o seu relacionamento com o cliente.

Se você quer aprimorar os resultados da sua campanha de e-mail marketing, leia também as nossas dicas imperdíveis para aumentar a sua taxa de conversão!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Quer ficar por dentro de todas as novidades? Cadastre-se e receba nossos conteúdos